Notícias RSS

« Notícias
22/01/2013 - Notícias

Bons ventos para as marcas brasileiras

Franceses se rendem à alegria dos produtos brasileiros

"Em dias de neve, as estatísticas apontam um crescimento de 30% nas vendas de calçados". Foi com essa notícia, dada pelo diretor da revista Chausser, o jornalista Jean Pierre Bidegain, que iniciou o último dia da Who's Next, feira de moda parisiense que apresentou, de 19 a 22 de janeiro, as coleções outono/inverno de seis marcas brasileiras de calçados. De fato, a forte neve que transformou a paisagem da cidade não impediu a boa circulação de visitantes que passaram pelos pavilhões da mostra. De acordo com Bidegain, a neve e o sal, utilizado para derretê-la nas calçadas, estragam muito o couro das botas, obrigando novas compras. "O melhor é que o aumento de 30% se refere apenas à quantidade. Se formos avaliar o valor do produto, esse número é ainda maior", completa o jornalista.

 

Mas para que os visitantes parem e, de fato, efetuem pedidos é preciso uma combinação de fatores. "O sucesso da marca depende de um trabalho forte e consistente no mercado. Além disso, o produto é fundamental. É ele que faz o comprador parar para entender mais sobre a empresa. E para que haja uma recompra, o produto precisa girar no ponto de venda. Ninguém vive de conceito", declara Andréa Koppe, da marca Guilhermina, que expõe pela quinta vez da feira. Para ela, a participação contínua possibilita um melhor entendimento do mercado tanto no que se refere a formato de negócios como na edição da coleção que será apresentada.

 

Para Cristine Kopschina, coordenadora da Unidade de Eventos da Abicalçados - Associação Brasileira das Indústrias de Calçados, o bom momento econômico do Brasil continua chamando a atenção mundo afora. "Fiquei impressionada com o número de empresários estrangeiros que nos procuraram com intenção de vender seus produtos no Brasil. Precisamos aproveitar essa fase para consolidar uma marca de país forte, que possa sustentar qualquer situação futura que venha a se estabelecer, política e economicamente", avalia.

 

Exemplo desse sucesso é a brasileiríssima Amazonas Sandals, que traduz em calçados as formas encontradas na Floresta Amazônica. A marca de sandálias vem fazendo conquistando compradores mesmo em edições de inverno das feiras europeias. "É sempre verão em algum lugar do mundo, e esta é uma feira bem internacional", explica Frederico Pucci, responsável pela exportação da marca. Para ele, a participação constante em feiras internacionais e as melhorias feitas nos calçados são fundamentais para o processo de inserção na Europa. "Hoje o público já reconhece a marca e procura por ela. Tivemos contatos muito interessantes nessa feira", disse Pucci.

 

Outra marca que vem fazendo sucesso em todas as edições do evento é Sarah Chofakian. "Participar da feira desde o início nos oportunizou o desenvolvimento de um mailing de compradores fiéis da marca", declara a designer de mesmo nome, Sarah Chofakian. Segundo ela, é possível notar uma melhora na situação econômica da Europa. "Parece que a economia está começando a reagir. Já noto mais opções de produtos. Acho que as pessoas estão voltando a criar e isso traz um público maior para as compras", concluiu.

 

No geral, as seis marcas ficaram satisfeitas com a mostra que oportunizou contatos com compradores de 25 diferentes países. Juntas, esperam realizar algo em torno de € 487.000 em negócios a partir das reuniões realizadas nos quatro dias da Who's Next. "A feira teve um bom movimento e as marcas estão felizes com os resultados alcançados", falou Cristine. Amazonas Sandals, Sarah Chofakian, Jorge Bischoff, Abigail, Tatiana Loureiro e Guilhermina participaram da feira através do Brazilian Footwear, programa de promoção das exportações de calçados brasileiros, uma parceria entre Abicalçados e Apex-Brasil - Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos.

 

Unidade de Comunicação Abicalçados

« Notícias