Notícias RSS

« Notícias
18/04/2013 - Notícias

Brasileiros conhecem as particularidades da China

Cinco empresas participaram de ações nas cidades de Cantão e Chengdu

Depois de participar da Micam Shanghai, o Projeto China promovido pelo Brazilian Footwear seguiu sua agenda de imersão no país asiático. Cinco empresas de calçados cumpriram uma programação de reuniões, encontros com distribuidores e compradores, visitas a shoppings e lojas. A primeira parada das marcas Bibi, Cristófoli, Radamés-Kontatto, Sapatoterapia e Stéphanie Classic foi na cidade de Cantão, onde participaram de um match making com compradores e distribuidores locais.


 
“Foi uma ótima oportunidade para introduzirmos nossas marcas no mercado. A qualidade das visitas foi muito boa e sentimos que muitos estão realmente interessados”, destaca Maurício Ávila, gerente de exportação da Radamés-Kontatto. Segundo ele, a ideia da empresa é encontrar parceiros e divulgar os produtos em diferentes regiões da China. “A feira que fizemos em outubro acabou nos resultando em um pedido para uma rede de 20 lojas, o que nos deixou bem felizes”.



Conforme Roberto Braun, gerente de exportação da Cristófoli, o Projeto China ajudou a conhecer melhor o mercado e aprender sobre as necessidades e interesses do comprador chinês. “Vimos que a nossa coleção agradou e tem espaço nesse competitivo país. Agora é continuar trabalhando a nossa imagem para inserir a marca”.



A viagem encerrou em Chengdu, onde os empresários conheceram a Shoe City e fizeram uma visita ao mercado local, além de uma tarde de match making, seguida de coquetel para convidados. Em sua primeira participação no projeto do Brazilian Footwear, a Bibi já fechou negócio com um varejista de Chengdu, que conheceu a marca em uma loja de Hong Kong, onde a empresa trabalha desde 2007. “Viemos para pegar informações e ver os caminhos e oportunidades para desenvolver o mercado. Notamos que tem bastante espaço para o calçado infantil, que ainda é carente”, destaca Andrea Kohlrausch, diretora de varejo e exportação da Bibi.



Para Cristiano Körbes, coordenador de Projetos da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Cantão é uma das regiões mais avançadas em termos de comércio internacional e, por isso, onde se tem mais possibilidades de encontrar parceiros para trabalhar a região Sul da China. Já Chengdu foi uma aposta nas cidades do interior da China que apresentam crescimento superior a cidades litorâneas devido ao seu desenvolvimento mais tardio. “Nessa cidade, o número de contatos foi menor em função da pouca experiência dos empresários com importação, porém foi muito importante conhecer a realidade do interior e fortalecer nosso conhecimento do mercado.”


 
O Projeto China é uma ação do Brazilian Footwear – programa de incentivo às exportações de calçados desenvolvido pela Abicalçados com apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).
 
 

 Unidade de Comunicação Abicalçados

« Notícias